O NEPPI

O NEPPI é um órgão de natureza executiva que tem por finalidade coordenar os vários Programas e Projetos de pesquisa e extensão voltados para as sociedades indígenas, bem como participar das discussões e encaminhamentos pertinentes a outras questões relacionadas à população indígena do Estado. Foi criado em 1995, congregando atividades de pesquisa e extensão direcionadas às populações indígenas, em especial, as que habitam o Mato Grosso do Sul, estado com o segundo maior contingente populacional indígena do Brasil, no âmbito estadual.

As atividades realizadas envolvem pesquisadores com formação em diversas áreas do conhecimento, de maneira a garantir uma compreensão mais aprofundada sobre os aspectos estruturais que permeiam a vivência cotidiana das populações indígenas, contribuindo para ampliar e difundir o conhecimento científico sobre estas, além de promover o intercâmbio com a comunidade acadêmica, os órgão públicos e a sociedade civil.

Assim, tanto no âmbito da pesquisa como a partir da proposição e implementação de ações de intervenção, o NEPPI vem suprir uma lacuna existente nesta área, tendo em vista, não só possibilitar um maior entendimento sobre estas sociedades, mas garantir o respeito a sua diversidade e buscando contribuir para a implementação de políticas públicas, visando, também, o fortalecimento da cidadania destas populações. A partir do NEPPI se organizam dois Programas de Pesquisa e intervenção desenvolvidos junto às populações indígenas do Mato Grosso do Sul: Programa Kaiowá/Guarani ePrograma Terena.

Também são vinculados ao NEPPI, a Revista Tellus, que é voltada para a publicação de resultados de pesquisa e documentação sobre as populações indígenas, especialmente sul-americanas e o Centro de Documentação e Biblioteca Digital Indígena Teko Arandu, que registra, arquiva, e disponibiliza documentação primária e secundária. Além do Programa Rede de Saberes, que objetiva o apoio a permanência de indígenas no Ensino Superior.